Museus e Arte

Disputa, Rafael Santi, 1509

Disputa, Rafael Santi, 1509

Disputa - Rafael Santi. Stanza della Senyatura

Apesar de jovem, o artista já era conhecido por suas pinturas, quando em 1508 o arquiteto Donato Bramante o convidou para trabalhar em Roma. Rafael foi um daqueles agradecimentos a quem o Alto Renascimento floresceu aqui.

No espaço da parede, limitado, como em outros casos, por um arco semicircular, o artista escreveu uma composição complexa e ao mesmo tempo clara. No seu centro está a Trindade: Deus Pai, Cristo e o Espírito Santodescendo à monstruosidade em pé no altar (uma variedade de doadores) com um convidado (pão eucarístico que existia na carne de Cristo). Este é o eixo semântico no qual toda a imagem é "amarrada", desenvolvendo-se horizontalmente. A Mãe de Deus e São João Batista estão sentados ao lado de Cristo, e na nuvem semicircular estão os antepassados, profetas, santos Pedro, Paulo, João Evangelista e outros. Abaixo, nas laterais do altar com os Santos Dons, sobre os quais há um debate, há uma igreja terrestre, e aqui você pode ver os pais da Igreja Católica Romana, pontífices e outros cristãos, cuja fé deixou uma marca na história.

As oportunidades oferecidas pela forma semicircular da parede, dada a arquitetura dos arcos, foram notavelmente usadas por Rafael. O ritmo circular de toda a composição é ecoado por uma nuvem com os antepassados ​​e santos sentados nela, o brilho em torno de Cristo e os céus dourados que se assemelham à concha pintada da abside, ou seja, seu arco interno. Não é de admirar que Rafael fosse pintor e arquiteto: o afresco com sua construção é semelhante a uma estrutura arquitetônica e é inseparável da sala em que está localizado. Na parte inferior, ao fundo, o artista retratou uma igreja em construção, lembrando a então construída Catedral de São Pedro, um dos principais arquitetos dos quais se tornará alguns anos depois.


Assista o vídeo: Escola de Atenas: Lugar para Discordar. mimimidias (Outubro 2021).